quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Ronaldinho Gaúcho e sua bola fora!



Não é de hoje que vemos um craque com uma história de sucesso cair tanto de produção por causa de gostos pessoais. Garrincha, por exemplo, não fosse o vício do álcool, teria feito muito mais história no futebol. E não é preciso voltar muito. O grande Adriano imperador, parece ter deixado de vez a possibilidade de voltar aos gramados. Preferiu se isolar e curtir a vida com os amigos e a família, e se manter com a fortuna, acumulada em pouco mais de dez anos jogados. Em forma, o craque seria um ídolo na seleção Brasileira e certamente estaria no lugar do Fred na copa do mundo do Brasil. Mas, falando do agora, o que houve com Ronaldinho Gaúcho?!

Após nove meses de contrato, no Querétaro do México, o jogador se expôs ao ridículo, ao assinar com o Fluminense e ficar apenas 80 dias no clube. Mas era de se imaginar. A forma como falava na coletiva, durante a sua apresentação, sem vida, sem sorriso na voz, já apontava uma insegurança que não foi captada pela torcida tricolor. Acredito que ele tenha assinado o contrato pensando se deveria assinar ou não. Não existiu uma decisão dele, houve apenas um ok!

E de pensar, com o potencial que ele tem, poderia ter sido o melhor do mundo mais do que duas vezes. Poderia ter sido ídolo em pelo menos a metade dos clubes em que passou. Mas não, preferiu sempre olhar o contrato e suas vontades. Não caros, não acho que churrasco e pagode tenha prejudicado. O problema não está na causa e nem nos efeitos, o problema está na origem. Ronaldinho nunca foi muito comprometido com clube, torcida e nem consigo mesmo. Se fosse, não admitiria se queimar tanto no mundo do futebol.

Confesso que eu me encantei muito com seus dribles, e tenho que reconhecer que ele marcou uma geração no Barcelona, mas foi só isso. Nem na seleção brasileira ele conseguiu consolidar uma história. O problema do Ronaldinho, sendo ele mesmo, deveria ter sido tratado lá no início, na base. Chegou em um patamar de se tirar o chapéu, mas ao sair do Barcelona de pirraça, desde então, nunca mais foi o mesmo.

Após uma passagem medíocre pelo Fluminense, mais uma vez ele se mostra despreparado para o mercado de trabalho. Ou Futebol não é trabalho?! Então, Ronaldinho ainda não está preparado para trabalhar. Desejo que não seja tarde quando estiver.


Mas como tem sempre uma vaguinha pra todo mundo, o Íbis Sport Clube já fez o convite. Boa sorte Erre10!

Nenhum comentário

Postar um comentário